Resenha #3 - Se eu ficar, Gayle Forman


Antes de tudo: Quando de sentar para ler esse livro, é melhor deixar uma caixinha de lenços ao seu lado. Você provavelmente vai precisar.
Como já deu pra perceber, é uma história emocionante. Foram mais do que algumas as vezes que precisei parar a leitura porque meus olhos estavam embaçados de lágrimas ou porque eu estava literalmente chorando. Então, esteja preparada(o).

Bem, quando você começa a ler Se eu ficar, você realmente não quer parar e, além de tudo, a leitura é fluida, rápida. Mas também encantadora. A história é contada em duas partes: o presente, quando Mia sofre o acidente e vai para o hospital, e as cenas de flashback, nas quais ela nos apresenta como é sua vida.

Mia é uma talentosa violoncelista, que planeja ir para Julliard. Seu namorado, Adam, é guitarrista em uma banda de rock que está começando a fazer sucesso realmente. Ela ama seus pais e seu irmão, Teddy, que ainda é uma criança. No tempo presente, após o acidente, Mia tem que decidir se quer ficar aqui, com Adam, seus amigos e sua família, ou se vai embora -para onde quer que se vá depois da morte.

Gayle Forman com certeza ultrapassou minhas expectativas -eu sabia que a leitura seria boa, mas não imaginava que a esse ponto. Os direitos da história até foram comprados pela Warner Bros. Pictures, e o filme foi lançado dia 04 de setembro aqui no Brasil.

Na edição do livro pela Novo Conceito há uma entrevista da autora com os atores protagonistas, além de um trecho do próximo livro da série, "Para onde ela foi", que é contado em primeira pessoa pelo Adam. 

Comentários

Postagens mais visitadas