Resenha #43 - A Evolução de Mara Dyer, Michelle Hodkin


A resenha de hoje é do segundo volume da série Mara Dyer, então só continuem a leitura se já leram A Desconstrução de Mara Dyer ou se não se importam com spoilers! Em A Evolução de Mara Dyer temos uma Mara aparentemente cada vez mais fora de si, ao menos para quem não sabe a verdade sobre seus poderes, os de Noah e sobre o que está realmente acontecendo. Mas, pensando bem, nem mesmo os dois entendem direito o que está acontecendo. 

Ao final do primeiro volume, quando Mara decide se entregar para a polícia, descobrimos que Jude está vivo - e aí acaba o livro. Agora, sabemos que Mara teve uma espécie de ataque, do qual não se lembra, e disse a todos que viu Jude, que ela matou sua melhor amiga e a irmã de seu ex-namorado naquela fatídica noite. Mas, é claro, ninguém acreditou na moça e ela acabou sendo internada, até porque, como o garoto poderia estar vivo e inteiro, se suas mãos foram encontradas nos destroços, e como Mara poderia ter derrubado todo um edifício?A única explicação plausível é algo relacionado à loucura. O livro inteiro se passa com Mara tentando fingir e agir normalmente para que seus pais pensem que ela está melhorando e que ela não precisa fazer um tratamento mais pesado.

Depois do ataque na delegacia, Mara teve que abandonar a escola e começar a frequentar um tipo de terapia de grupo em horário integral, aonde ela vai e volta todos os dias. Lá ela reencontra um de seus antigos amigos do colégio e conhece algumas pessoas bem problemáticas. Um cara que ama bater em alguma coisa, então não foge de uma boa briga, uma menina que tem medo de praticamente tudo (mas que parece realmente estar ali para tentar ficar melhor) e, a que mais nos importa aqui, uma garota que parece fazer de tudo para deixar Mara ainda mais aterrorizada e suspeitando de tudo e de todos - e ela não faz ideia do motivo para tamanha raiva ou o que quer que seja que a garota tenha contra ela.

Sua única esperança é Noah, aquele que realmente a conhece e tem fé nela, e portanto acredita o que ela diz. Jude tem estado por perto, de alguma forma consegue entrar na casa de Mara sem ser notado e deixar ameaças que a deixam cada vez mais paranoica. Mas, além de tudo, Mara tem tido momentos de 'branco', faz coisas que depois não se lembra de ter feito, e cada vez confia menos em si mesma. Para incrementar essa já complicada situação, Mara tem tido alguns sonhos que se parecem com lembranças que poderiam ser capazes de explicar de onde vem seus poderes e os de Noah, cuja mãe, aliás, parece ter dividido um passado com a avó de Mara, fazendo com que os dois agora possuam pingentes iguais, que devem significar alguma coisa.

Entre sonhos e pesadelos os dois vão aos poucos descobrindo mais sobre si mesmos e sobre suas famílias, e juntos vão enfrentando a ameaça cada vez mais real e palpável que Jude é. Esse segundo livro da série está ainda mais cheio de mistério e suspense, acabando sem ainda nos contar o que está por trás de todos esses acontecimentos malucos que vem acometendo a vida desses jovens, mas nos dando uma prévia promissora do que ainda está por vir com o próximo volume, prometendo uma continuação ainda melhor de uma história que já é arrebatadora.

Comentários

  1. Olá, tudo bem?! Me chamo Daniel e conheci seu blog agora. Me surpreendi, gostei bastante e já estou seguindo o blog e o twitter, e curtindo a fan-page no facebook.

    Quero muito ler A Desconstrução de Mara Dyer! E, pelo que li da sua resenha, a continuação é ótima, rsrs. Quero muito ler ^^

    Abraços do Dan :)
    •bookdan.blogspot.com
    •facebook.com/leituradan
    •twitter.com/leitura_dan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniel! Que bom que você gostou do blog :) A série da Mara Dyer é ótima mesmo, espero que você também goste quando for ler!

      Excluir

Postar um comentário

Comente! Vou amar saber o que você achou do post ou do blog, e sugestões para melhorias também são bem-vindas!

Postagens mais visitadas