Resenha #53 - No Mundo da Luna, Carina Rissi


Essa é mais uma história maravilhosa escrita pela nossa querida Carina Rissi, que aliás estava na minha lista de leitura desde antes mesmo do lançamento, mas que infelizmente só consegui ler há pouco tempo. É de uma escrita leve que consegue ao mesmo tempo ser tão profunda que nos mantém presos às páginas pelo máximo de tempo possível. Amei poder voltar a ler uma obra da Carina, e estou esperando ansiosamente pelos próximos volumes da série Perdida, que está conquistando mais e mais fãs a cada dia. Quanto a No Mundo da Luna, todo o meu tempo de espera foi recompensado assim que comecei a ler as primeiras páginas do romance e pude começar a fazer parte da vida de uma certa moça meio maluca chamada Luna.


A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.
Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.

Luna é uma jornalista que infelizmente não possui o emprego dos sonhos, já que trabalha como recepcionista na redação de uma revista e ainda não conseguiu obter uma coluna jornalística de comportamento humano para chamar de sua, que é o seu grande sonho. Para piorar, ela tem que aturar o chefe da redação, Dante, em seu mau humor habitual. Acontece que por falta de capital o número de funcionários está reduzido e então Luna recebe o encargo de assumir a responsabilidade pelo horóscopo da revista. Ela não leva muito jeito para a coisa, até porque não acredita em horóscopo, destino e nada disso, apesar de ter uma autêntica cigana como avó. Mesmo assim, Luna dá o seu melhor e compra um baralho de tarô para assim fazer as ‘previsões’ e poder montar os textos que precisa entregar semanalmente. O que ela não esperava é que a coluna desse tão certo e fizesse tanto sucesso, ajudando a aumentar as vendas da revista. Ela não entende como tantas pessoas podem acreditar naquelas coisas que ela escreve, mas, bem, não é ela que vai dizer isso a todos aqueles leitores, certo?

Aos poucos Luna percebe que Dante não é apenas aquele cara nerd e mal-humorado que ela costuma ver dando ordens na redação. Ele também possui sentimentos e tem problemas pessoais com que lidar, como praticamente todo mundo que conhecemos. O namoro dele com a modelo que não é tão perfeita assim está longe de ser algo reconfortante e os dois acabam terminando, após anos morando juntos, o que é uma mudança e tanto na vida de qualquer um. Luna também terminou um romance de anos há relativamente pouco tempo e entende como ele se sente, e os dois acabam se aproximando, mas Luna acredita que ele não é o homem que a fará feliz que havia sido prenunciado por sua avó – que sempre acerta as previsões quando se trata da neta -, já que ela espera que esse homem seja Vinicius, o novo fotógrafo free lance da revista. Mas nós, como leitores, somos privilegiados em saber que a mocinha está é cega e não consegue enxergar nem o que está na ponta do nariz em relação ao seu coração.

Luna e Dante vão se envolvendo aos trancos e barrancos, depois de terem uma noite de sexo quando estavam bêbados – mas não o suficiente para esquecerem do fato permanentemente - e tendo seus altos e baixos, nos trazendo alegrias, risadas e mais um combo de sentimentos. Gostei muito de todas as obras da Carina Rissi que li até hoje e com essa não foi diferente. Foi uma experiência e tanto acompanhar as maluquices da Luna e o jeito do Dante, que com certeza me conquistou totalmente. Indico o livro para qualquer um que estiver afim de um bom romance na cabeceira antes de dormir (ou em qualquer outro momento, rs). Garanto que vocês irão ter uma leitura maravilhosa!

A resenha ficou pequena mas acho que consegui transmitir o que eu queria. Até mais, gente! Beijos!

Comentários

  1. Ah, esse livro é maravilhoso, assim como todos os da Carina! Não vejo a hora de ler Destinado!
    Me apaixonei por Dante logo de cara, mesmo sendo um rabugento! Hahahahaha!

    Beijos!

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! Vou amar saber o que você achou do post ou do blog, e sugestões para melhorias também são bem-vindas!

Postagens mais visitadas