Além das Resenhas... - Dezembro


Olá, olá de novo! Como dito agora há pouco, aqui está "O Além das Resenhas..." de Dezembro!! (comemorando aqui, finalmente está feito). Eu havia dito que aqui haveriam dois livros, mas me dei conta de que na verdade eu só tenho uma história para colocar nessa postagem, porque depois que eu saí de férias não li tantos livros assim, eu meio que fiquei curtindo não precisar fazer nada e portanto não fazer. Fiquem tranquilos que eu já saí dessa e tenho várias resenhas de livros maravilhosos pra fazer, que eu li desde o meio/fim de dezembro até agora. 

Para resolver o pequeno problema, resolvi adicionar aqui um livro que comecei a ler mas ainda não terminei, porque iniciei a leitura de outros, mas não desisti dele, ok? Quero muito terminá-lo e vou! Eu estudei um pouco sobre ele na faculdade, mas não tivemos que ler a história inteira para os propósitos do curso, então estou lendo agora. É a Ilíada, de Homero (ele existir ou não é algo que não será levado em conta aqui, certo?). 

O livro que eu realmente li por inteiro se chama O Duque e a Fugitiva, uma história fofinha feita pela Madison Saunders. É um romance histórico bem divertido que a gente lê rapidinho.

Vejam as sinopses:




Annette fugiu do colégio e foi ao duque de Mallory que coube a sorte ‒ ou talvez o azar ‒ de encontrá-la na estrada. Ousada, atrevida, malcriada, impertinente, desobediente... Mallory já tinha dificuldade em encontrar um novo adjetivo para a jovem quando descobriu-se apaixonado por ela. E agora? Teria coragem de abandonar suas amantes e dedicar-se a somente uma mulher? E Annette? Corresponderia a esse amor? Ou preferiria continuar sua vida de aventuras? 

Primeiro livro da literatura ocidental, a Ilíada parece se tratar, pelo título, apenas de um breve incidente ocorrido no cerco dos gregos à cidade troiana de Ílion, a crônica de aproximadamente cinquenta dias de uma guerra que durou dez anos. No entanto, graças à maestria de seu autor, essa janela no tempo se abre para paisagens vastíssimas, repletas de personagens e eventos que ficariam marcados para sempre no imaginário ocidental. É nesse épico homérico que surgem figuras como Páris, Helena, Heitor, Ulisses, Aquiles e Agamêmnon, e em seus versos somos transportados diretamente para a intimidade dos deuses, com suas relações familiares complexas e às vezes cômicas.
Mas, acima de tudo, a Ilíada é a narrativa da tragédia de Aquiles. Irritado com Agamêmnon, líder da coalizão grega, por seus mandos na guerra, o célebre semideus se retira da batalha, e os troianos passam a impor grandes derrotas aos gregos. Inconformado com a reviravolta, seu escudeiro Pátroclo volta ao combate e acaba morto por Heitor. Cegado pelo ódio, Aquiles retorna à carga sedento por vingança, apesar de todas as previsões sinistras dos oráculos.
Esta edição em versos da Ilíada, com tradução do helenista português Frederico Lourenço, é acompanhada de textos introdutórios, uma lista das principais personagens e alianças bélicas e mapas que ajudam o leitor a compreender a complexa geografia homérica.

A minha edição é exatamente essa que eu coloquei aqui pra vocês, ela é super bacana, gente! E a história é realmente bem longa, mesmo que ocorra em um curto período de tempo. Vocês sabem que eu amo mitologia, então não há como eu não ler a Ilíada, a Odisseia e algumas outras histórias da Grécia Antiga, e da Roma também. Aos poucos eu vou conseguindo :)

Por hoje é isso, gente! Fiquem espertos que logo, logo tem resenha nova por aqui. Beijos!

Comentários

  1. Oi Fê!
    Eu acho todos os romances de época meio parecidos, então O Duque e a Fugitiva não seria a minha primeira opção, rs. Mas quero muito ler Ilíada. Apesar de me parecer ser uma história cansativa, deve ser incrível!
    Beijos flor,

    http://lucyintheskywithbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! Vou amar saber o que você achou do post ou do blog, e sugestões para melhorias também são bem-vindas!

Postagens mais visitadas