# TAG - Frases de Mãe


Oi, gente! Fui marcada nessa tag pela Midi, do Tordo de Morango. A achei uma belezinha e bem divertida. Confiram as regras e as minhas respostas em cada item :)

Regras

Eu vou contar até três... - Um livro que você não via a hora de acabar

Não sei, gente. Eu sou o tipo de pessoa que sempre dá uma chance à história, e se eu realmente não gosto eu deixo pra lá. Foi isso o que aconteceu com a maioria dos thrillers que eu tentei ler. Então não consigo me lembrar de nenhum que eu tenha insistido na leitura e ficado louca para que acabasse.

Se você falar isso de novo, te arrebento os dentes - Um livro que você não suporta que falem mal
*A sinopse é do terceiro livro da série - contém spoilers

Havia algo que Edward não queria que eu soubesse. Algo que Jacob não teria escondido de mim. Algo quepôs tanto os Cullen quanto os lobos no bosque, movendo-se juntos numa proximidade perigosa. (…) Algo que eu, de algum modo, esperava. Que eu sabia que aconteceria de novo, tanto quanto desejava que jamais acontecesse. Nunca teria um fim, teria?'
Enquanto Seattle é assolada por uma sequencia de assassinatos misteriosos e uma vampira maligna continua em sua busca por vingança, Bella está cercada de outros perigos. Em meio a isso, ela é forçada a escolher entre seu amor por Edward e sua amizade com Jacob - uma opção que tem o potencial para reacender o conflito perene entre vampiros e lobisomens. Com a proximidade da formatura, Bella vive mais um dilema: vida ou morte. Mas o que representará cada uma dessas escolhas?

Não me conformo quando escuto pessoas que nunca sequer leram uma página do livro e ficam falando mal da história. Se leu e não gostou, ok, cada um tem seu gosto e se interessa por coisas diferentes. Mas sair falando mal por aí, sem argumento nenhum ou com um ridículo, não dá. A gente sempre ouve sobre a cena em que o Edward deixa o Jake abraçar a Bella em Eclipse, quando eles estão naquele frio terrível nas montanhas, como se ele fosse um idiota e estivesse dando a namorada na bandeja para o concorrente. Fala sério, foi uma situação super difícil para ele, por causa do ciúme, mas ele sabia que era a vida dela que estava em jogo. Além disso, ela já o tinha escolhido, ela não ia ficar com o Jake. Fico imaginando se os caras que criticam a atitude do Edward deixariam a garota que eles amam morrer por puro ciúme e orgulho.


Se você correr, vai ser pior - Um livro do qual você corre, mas sabe que um dia vai ter que ler

Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece... Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona.

Eu li o primeiro livro da série, mas empaquei no segundo. Em algum momento eu vou ter que criar coragem e ler todos os livros, porque quero saber no que vai dar essa história.








Vem comer senão esfria - Um livro que você leu logo que lançou
*A sinopse contém spoilers sobre a série Percy Jackson e os Olimpianos

Novos e conhecidos personagens do Acampamento Meio-Sangue dividem espaço nesse primeiro volume da série Os heróis do Olimpo. Rick Riordan volta ao universo de Percy Jackson e os Olimpianos com ainda mais aventuras, humor e mistério.
Depois de salvar o Olimpo do maligno titã Cronos, Percy Jackson e seus amigos trabalharam duro para reconstruir seu mais querido refúgio, o Acampamento Meio-Sangue. É lá que a próxima geração de semideuses terá de se preparar para enfrentar uma nova e aterrorizante profecia.
Os campistas seguirão firmes na inevitável jornada, mas, para sobreviver, precisarão contar com a ajuda de alguns heróis, digamos, um pouco mais experientes - semideuses dos quais todos já ouvimos falar... e muito.

Eu acredito ter lido esse livro assim que foi lançado. Eu estava doida pela nova série do Rick, haha. E pra quem ainda não sabe, ele agora está trabalhando numa série chamada Magnus Chase e os Deuses de Asgard, de cujo primeiro livro eu já fiz resenha aqui no blog.

Você não é todo mundo - Um livro que todo mundo odeia, menos você

Para Janie, uma garota de 17 anos, ser sugada para dentro dos sonhos de outras pessoas está se tornando normal. 
Janie não pode contar a ninguém sobre o que acontece com ela - eles nunca acreditariam, ou pior, achariam que é uma aberração. Então, ela vive no limite, amaldiçoada com uma habilidade que não quer e não pode controlar. 
Mas, de repente, Janie acaba presa dentro de um pesadelo horrível, que lhe causa um imenso terror. Pela primeira vez, ela deixa de ser expectadora e se torna uma participante...

Acho que as pessoas não odeiam o livro nesse caso, elas reclamam da escrita da autora. Pelo visto ela fazia vários parágrafos com uma linha só e parecia que estava só tentando preencher a página e algumas coisas assim. A versão traduzida que li não era assim, então não passei por isso. Aliás, gostei tanto da série que já até reli os livros.





Quantas vezes eu já disse pra você não fazer isso? - Um personagem que mais te irritou e fez burrada

Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. 
Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem. A maldição do tigre é o primeiro volume de uma saga fantástica e épica, que apresenta mitos hindus, lugares exóticos e personagens sedutores. Lançado originalmente como e-book, o livro de estreia de Colleen Houck ficou sete semanas no primeiro lugar da lista de mais vendidos da Amazon, entrando depois na do The New York Times. 

Kelsey se subestima tanto que vira e mexe fazia burrada quanto a seu relacionamento com Ren. Gosto muito dela, mas fatos são fatos.

Não, quando digo que não, é não! - Um livro que você não lerá, não importa o quanto as pessoas falem bem

A luta assustadora entre dois mundos.
Um menino e o desejo assassino de poderosas forças malignas.
Uma família refém do mal.
Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte.
Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.
Em O iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família.
Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.

Para esse item fui atrás de qualquer livro de terror famoso, e esse foi o primeiro que achei e que já tinha ouvido falar. Eu nunca vou ler um livro de terror na vida, não consigo.

Não mente pra mim! - Um personagem mentiroso ou que te enganou direitinho

Não consigo pensar em nenhum que se encaixe aqui. Eu geralmente desconfio das personagens, então não consegui lembrar de nenhuma que tenha me enganado direitinho.

Coração de mãe não se engana - Um livro que te conquistou pela capa e a leitura foi melhor ainda

Além da beleza fora do comum, com seu cabelo quase branco e seus olhos cor de violeta, Emma chama a atenção por ser um pouco desajeitada.
Ela não se sente muito à vontade em lugar nenhum... e não sabe que sua misteriosa origem é a fonte dessa sensação.
Galen, príncipe dos Syrenas, vasculha a terra procurando uma garota especial, capaz de se comunicar com os peixes — e que poderá salvar seu reino. Quando ele se encontra com Emma, a conexão é imediata: embora não saiba, Emma parece ter o dom que Galen procura. Mas, então,por que ela não conseguiu salvar sua melhor amiga do ataque do tubarão?
Cabe ao príncipe convencer a teimosa Emma a enfrentar sua real natureza e aceitar o desafi o. E nada pode impedi-lo de alcançar seu objetivo.

Esse é um dos meus livros preferidos. Até hoje de vez em quando o pego e fico olhando para a capa. Ela me fisgou, depois veio a sinopse, e a história completou esse caso de paixonite aguda. O jeito de a Anna Banks escrever e a personalidade que ela criou para as personagens me deixaram louca da vida (de uma forma boa).

10° Tá chorando sem motivo por quê? Pera aí que eu vou te dar motivo pra chorar! - Um personagem chorão que te deu raiva

Também não sei, gente, não consigo lembrar de nenhum.

11° Come só mais um pouquinho! - Um livro que fez você dizer: Vou ler só mais um pouquinho!

Se eu contar desde o início, bem no começo quando eu o perdi, será mais fácil para você suportar. Você saberá o que está por vir, e vai doer. Mas você vai ser capaz de se preparar. Alguém o encontrou em um cesto de roupa suja na lavanderia, enrolado em uma toalha, algumas horas nascido e perto da morte. Eles chamaram o bebê de Moses, quando contaram sua história no noticiário das dez horas: o pequeno bebê deixado na cesta de uma lavanderia nascido de uma viciada em crack e que deverá ter todos os tipos de problemas. Eu imaginei o filho do crack, Moses, tendo uma brecha gigante que escorria pelo seu corpo, como se ele tivesse sido quebrado no momento de seu nascimento. Eu sabia que não era o que o termo queria dizer, mas a imagem ficou presa em minha cabeça. Talvez o fato de ele estar quebrado tenha me atraído para ele desde o início. 
Tudo aconteceu antes de eu nascer e quando conheci Moses, minha mãe me contou tudo sobre ele, a história era notícia velha e ninguém queria nada com ele. Pessoas adoram bebês, até mesmo bebês doentes. Mesmo bebês do crack. Mas os bebês crescem e se tornam crianças, e crianças crescem e se tornam adolescentes. Ninguém quer um adolescente confuso. E Moses estava confuso. Moses fazia sua própria lei. Mas ele também era estranho e exótico e bonito. Estar com ele iria mudar minha vida de maneiras que eu nunca poderia ter imaginado. Talvez eu devesse ter ficado longe. Talvez eu devesse ter escutado. Minha mãe me avisou. Moses me avisou. Mas eu não queria ficar longe.
E assim começa uma história de dor e de promessa, de mágoa e de cura, de vida e morte. Uma história de antes e depois, de novos começos, e sem finais. Mas acima de tudo...Uma história de amor.

Já desisti desse negócio de "só mais um pouquinho" há tempos. Digamos que impus algumas regras à mim mesma. Se eu estiver lendo um livro (o que é quase sempre), posso lê-lo quando der durante o dia, mas de  noite só um pouco antes de dormir, nem pensar em ficar até de madrugada com a cara enfiada na história, principalmente se eu tiver aula no dia seguinte. Sendo assim, escolhi The Law of Moses para esse item porque a história é linda (como todas da Emy Harmon que eu já li) e me fez ficar grudadinha no livro até que acabasse. 

12° Quantas vezes vou ter que repetir? - Um livro que você teve ou terá que reler para entender melhor

Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, As vantagens de ser invisível reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.
As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir “infinito” ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário.

Esse é um dos três livros que são um borrão na minha mente. Preciso mesmo relê-los para entender direito as histórias.



13° Não fez mais do que a sua obrigação! - Um livro que você leu por "obrigação"

Rio de Janeiro, reinado de D. João VI. Prepare-se para viver uma aventura repleta de peripécias na companhia de um dos personagens mais divertidos e originais da literatura brasileira: Leonardinho, filho de uma pisadela e um beliscão, mais tarde sargento de milícias.

Apesar de ter lido obrigada (o livro era leitura obrigatória para os vestibulares da USP e Unicamp, não sei se ainda são, eles nem usam mais uma lista unificada), gostei bastante da história, então quem quiser está aí a dica. Ele é bem divertido, na verdade. Ah, e uma curiosidade: foi o único livro que o Manuel Antônio de Almeida escreveu na vida.









14° Coração de mãe sempre cabe mais um - Os três próximos livros que você está louco para comprar

Simples, careta e sem graça. É assim que Bea se vê. Então quando a super descolada Ruby e seu bando de populares passam a se interessar por sua opinião, isso só pode ser uma pegadinha. Certo? Pelo menos é assim que sempre acontece nos filmes... Mas o convite para passarem as férias em Málaga parece pra valer. E com um bônus: Bea pode se afastar da mãe irritante e controladora.
No entanto, depois de apenas 48 horas na Espanha, Bea se flagra mudando o itinerário. A menina decide visitar Paris para encontrar o pai que nunca conheceu. Afinal, a cidade luz pode emprestar um pouco de clareza a um período nebuloso de sua vida familiar. No caminho, ela conhece Toph, um estudante americano mochilando pela Europa.
Enquanto procuram pelo pai dela nos cafés e boulevards de Paris, ela perde a cabeça em vez disso. Será que Bea é a garota de Toph ou a boa menina que sua mãe espera que ela seja? Ou será esse o verão mágico em que Bea finalmente torna-se dona do próprio nariz?



Ele estava vivo nos meus sonhos. E que sonhos! Mas era pouco. Eu queria ele na minha vida. Uma história cativante e inesquecível, cheia de mistérios e perguntas a serem respondidas. Pode um grande amor existir somente enquanto sonhamos? Kira, aos 22 anos, está apaixonada, vivendo um momento único de amadurecimento pessoal e profissional. Quem é o sedutor garoto que transforma suas noites em poesia e êxtase? Mas, apesar do maravilhoso momento que está vivendo, a garota terá que enfrentar obstáculos e barreiras. Mas sabe que a vida reserva o melhor para o final. Um convite para dar asas à imaginação e aquecer o coração.





História, fantasia, bom humor e fatalidade. Na Paris do século XV, a obra de Victor Hugo narra as ambições humanas e as paixões impossíveis, sendo o principal cenário a mais famosa catedral gótica da Europa. Um rapaz sensível, enjeitado por ser extremamente feio, uma jovem bela e encantadora, porém cigana, uma autoridade religiosa que fez da rigidez seu modo de vida e uma mãe em busca da filha raptada vivem seus dramas publicamente e têm um encontro marcado com a fatalidade. O reverso cômico da história se dá por meio das trapalhadas em que se envolvem um fracassado poeta, um estudante preguiçoso e um garboso capitão de cavalaria.





15° Isso, quebra mesmo, não foi você que pagou! - Um livro que você emprestou e voltou irreconhecível

Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar.
Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá.
À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam.
Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba.

Nesse caso não foi culpa da pessoa, a lombada descolou, não tinha o que fazer. A história desse livro é diferente de qualquer coisa que eu já li, e a escrita também não é de um jeito a que estamos acostumados. Eu o ganhei de um casal de amigos meus e fiquei bem feliz com o presente, ainda mais depois de terminar de ler e ver como a história é boa.

Gente, essa tag é longa demais! Mas finalmente terminei :) Espero que tenham gostado. Beijos!

Comentários

  1. Oi Fê!
    Já essa tag em algum blog, mas não tenho certeza de qual, haha. Ela é realmente bastante longa, mas a sua ficou demais!
    Awn Fê, concordo plenamente com a sua escolha de Eclipse para a segunda categoria! Só que né, infelizmente ainda vale para toda a saga Crepúsculo, rs. Então, sobre Dezesseis Luas: para mim, o primeiro foi ótimo, gostei bastante do segundo, mas o terceiro me deixou meio decepcionada. Agora, o quarto é tudo de bom, lindo, e até me fez chorar!
    Compartilho a mesma opinião em relação a Kelsey, mas... não tem como deixar de gostar dela, né?!
    Beijão,

    http://lucyintheskywithbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rê, que bom que você gostou!
      Pois é, menina, infelizmente. Sério? Você me deu uma animada aqui pra quando eu for tentar ler de novo!
      Também gosto muito da Kells, não tem jeito, haha.
      Beijos!

      Excluir

Postar um comentário

Comente! Vou amar saber o que você achou do post ou do blog, e sugestões para melhorias também são bem-vindas!

Postagens mais visitadas