Resenha #75 - Um Estranho nos Meus Braços, Lisa Kleypas


Comecei a ler os livros da Lisa por conta da série contemporânea The Travis Family (resenha do primeiro volume aqui), que é diferente dos livros que ela costuma escrever, geralmente de época, como é o caso de Um Estranho nos Meus Braços, o escolhido para a resenha dessa vez. Essa é a edição portuguesa do livro, pelo que eu encontrei ele ainda não foi lançado aqui no Brasil.

"Lady Hawksworth, o seu marido não está morto…" Lara não podia acreditar no que estava a ouvir. O seu marido, desaparecido há um ano num naufrágio, com quem tinha vivido um casamento infeliz e desprovido de amor estava vivo e iria voltar para casa. Como era possível? Lara não conseguiu controlar a emoção quando reencontrou Hunter. O homem frio e cruel que lhe atormentou a vida e só lhe deu dor, vergonha e humilhação no leito matrimonial. Agora estava ali. Mais magro, com a pele mais escura, mais velho… mas sem dúvida que era Hunter. Aquele homem conhecia segredos que só o marido podia saber, tinha a sua fotografia guardada numa peque na caixa, a mesma que ela lhe dera há três anos quando Hunter partira para a Índia . Mas, ao mesmo tempo, era um homem assustadoramente diferente. Mais meigo, atencioso aos seus caprichos, decidido a reconquistar o seu amor, a fazê-la sentir-se uma mulher desejada e a esquecer as memórias tristes do passado. Mas será aquele homem realmente era o seu marido ou um impostor em cujos braços Lara se entrega em busca da felicidade?

Lara convive dois anos ao lado de Hunter como sua esposa, até que ele resolve ir para as Índias e por lá fica durante outros dois anos. Depois da chegada da notícia de sua morte em um naufrágio, o título de conde passa para um tio bastante ambicioso e Lara é relegada a uma pequena casa, em não muito boas condições, existente na propriedade dos Hawksworth. Ela então se envolve em projetos de caridade, inicia visitas regulares ao orfanato da cidade e ajuda os idosos como pode.

A notícia de que seu marido pode estar vivo não é muito bem recebida por Lara. Depois de um ano como viúva ela teme perder tudo o que conseguiu conquistar. Sua relativa independência, sua liberdade para ir e vir sem precisar dar satisfações a um homem, a ajuda que consegue dar àqueles que precisam correm o risco de acabar com a volta de Hunter. Esses temores ajudam a moça a ter certeza de que o homem que proclama ser o conde é um impostor, afinal, todos os outros tripulantes daquele navio morreram no naufrágio, não há possibilidades de que seu marido tenha sobrevivido ao acidente.

Mas com a chegada do suposto Hunter a cidade, todos estão a cada vez mais convencidos de que ele é realmente o conde de Hawksworth. Ele reconhece antigos amigos, sabe coisas que apenas o verdadeiro Hunter poderia saber, tem o retrato que a esposa lhe deu antes de viajar para as Índias. Entretanto, ele também está bastante diferente. Além das mudanças físicas, o conde parece mais amoroso, demonstra mais preocupação com os criados e, principalmente, é amável com Lara, coisa que o antigo Hunter nunca conseguiu ser - as lembranças de Lara das noites em que ele a visitava são o suficiente para ela querer mantê-lo longe. Mas ele aos poucos vai conseguindo se aproximar da mulher, mesmo que ela ainda não tenha certeza quanto a sua identidade.

A história é muito bem construída, como todos os livros da Lisa que consegui ler até agora. Passei boa parte dela me perguntando se Hunter era mesmo Hunter ou se era um impostor e, obviamente, só fui ter certeza lá perto do final. Lara tem uma necessidade incansável de ajudar os outros, que a maioria das pessoas não consegue compreender e da qual definitivamente não compartilham.

Gostei muito da leitura. O livro não tem muito humor, emoção que preenche a outra série da autora, chamada Wallflowers. Ele possui um tom mais sério, mas definitivamente não é maçante nem chato. A maioria dos romances de época que tenho lido são bastante divertidos e irônicos, e essa mudança de dosagem foi bastante bem vinda.

Espero que tenham gostado! Beijos!

Comentários

Postagens mais visitadas